PESQUISAR
   
Tipo:
Finalidade:
Cidade:
Código:  
  Bom Dia, hoje é dia 19 de Dezembro de 2018 - CAMPINAS / SAO PAULO
Apartamento
Casa
Comercial
Fazenda
Sítio / Chácara
Terreno
Sobrado
Área
Chácara
Oportunidade para Investidor
Imóvel Comercial
Sítio
 
 
Apartamento
Apartamento
Apartamento
Casa
Comercial
Comercial
Galpão / Barracão
Sala Comercial
Terreno
Sobrado
Chácara
Ponto Comercial
Imóvel Comercial
Salão Comercial
 
 
 
  Trabalhe Conosco
  Notícias
  Links Úteis
  Parceiros
 Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
4976 Repita ao lado:
» Notícias  
31/10/2013
Parceria do CNJ e Cartórios é positiva para o mercado imobiliário
Parceria do CNJ e Cartórios é positiva para o mercado imobiliário
 

Parceria do CNJ e Cartórios é positiva para o mercado imobiliário

 
Uma parceria entre a Corregedoria Nacional de Justiça e o Colégio Notarial do Brasil, cria a Central Notarial de Serviços Eletrônicos Compartilhados (CENSEC) – banco de dados nacional destinado a reunir informações dos atos lavrados pelos Cartórios de Notas de todo o país.

 A Central deverá entrar em funcionamento no mês que vem, conforme o Provimento Nº 18, editado pela Corregedoria que regulamenta o Sistema.

A ideia é que o sistema sirva para monitorar atos de má-fé praticatos por pessoas que utilizam-se de subterfujos para forjar procurações e etc.

O Sindicato da Habitação  do Distrito Federal (SECOVI/DF) louva a iniciativa que trará maior segurança para omercado imobiliário. “Hoje, algumas pessoas lavram procurações em lugares diferentes e valem-se disso para vender um imóvel”, comenta o vice-presidente do SECOVI/DF - Ovídio Maia.

Atualmente, o Colégio Notarial já possui um sistema que reúne dados de atos lavrados por 1.085 cartórios de notas de São Paulo. A Central Notarial prevê a integração de todos os tabeliães de notas e oficiais de registro do Brasil e será alimentada pelos cartórios a cada 15 dias, com informações sobre separações, divórcios,  inventários, testamentos, escrituras e procurações.

No caso dos testamentos, os cartórios deverão repassar à CENSEC os nomes constantes dos testamentos lavrados e respectivas revogações. No que se refere a separações, divórcios e inventários, deverão ser informados o tipo de escritura, a data da lavratura desse ato e o nome por extenso das partes. Com relação às escrituras e procurações, os cartórios deverão repassar os dados das escrituras públicas e procurações públicas ou informação negativa da prática desses atos.

Os tabeliães de notas e oficiais de registro que detenham atribuição notarial também deverão remeter ao Colégio Notarial do Brasil, por meio da CENSEC, os cartões com seus autógrafos e dos seus propostos, autorizados a subscrever traslados e certidões, reconhecimentos de firmas e autenticações de documentos, para permitir que as assinaturas lançadas nos instrumentos apresentados possam ser confrontadas.

Com informações do CNJ

Fonte: Secovi DF
 
 
Fonte: publicidadeimobiliaria
Outras Notícias
31
10
Projeto quer diminuir para 30 dias compra de um imóvel no Brasil
[+] saiba mais
25
10
http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/imoveis/
[+] saiba mais
31
10
Lei obriga cartórios a incluir número de CRECI e o nome do corretor nas escrituras
[+] saiba mais
 
Voltar
 
Imobiliária  |  Pesquisa Completa  |  Vender / Alugar meu Imóvel  |  Notícias  |  Links Úteis  |  Parceiros  |  Fale Conosco
(19) 3226-2000 What (19) 98704-0293 - 19 97420-9609-19 3304-6030
 
  Horizonte Imobiliária 
Avenida Ruy Rodrigues, 4760 
Pq. Universitario- Campinas  / SP
Creci. 114.905
Site para Imobiliarias
Site para Imobiliarias